11 de Janeiro de 2014

Benny Lackner no 10º aniversário de JNPDI!

BennyLacknerJNPDI_zpsdf866cb6.jpg


No próximo dia 18 de Janeiro, às 18h30, o pianista Benny Lacker (que tem sido muito elogiado por Brad Mehldau, de quem foi aluno) vai tocar no Museu da Música.

O concerto assinala o 10.º aniversário do Blogue Jazz no País do Improviso e do grupo Jazz em Portugal (Facebook), dois espaços dedicados à divulgação do jazz, que criei, respectivamente, em 2003 e 2010.

A entrada faz-se por aquisição de rifas [por um valor totalmente simbólico) que, no final do espectáculo, darão acesso ao sorteio de CD's de jazz português.

BENNY LACKNER (piano solo)

Natural de Berlim, Benny Lackner mudou-se para a Califórnia quando tinha apenas 13 anos de idade. A sua formação em jazz decorreu no California Institute of the Arts, escola dirigida por Charlie Haden e David Roitstein, mas foi com o consagrado pianista Brad Mehldau que estudou a fundo entre 1997 e 1998. Mehldau é, aliás, bastante elogioso do seu discípulo, tendo afirmado que “Benny Lackner tem um estilo de composição distinto e que soa lúdico e original”.

Presentemente a viver entre Nova Iorque e Berlim, Lackner tem actuado nos últimos anos em inúmeros e prestigiados festivais de jazz, incluindo o Festival de Jazz do Mar do Norte (Holanda) e o Festival de Jazz de Montreux (Suíça). Nesses eventos, e também em clubes de jazz, tem tocado com músicos tão notáveis quanto Billy Higgins, Marc Ribot, Brad Shepik e Pheeroan akLaff.

O trio de Benny Lackner tem-se afirmado gradualmente a nível internacional, o que tem valido ao pianista elogiosas críticas por parte da imprensa musical de referência: "Benny Lackner já não precisa temer as comparações com Keith Jarrett ou Brad Mehldau. A sua vantagem reside no facto de ter ao longo dos anos aprimorado a sua própria linguagem musical e estilo de composição. Ele encontrou o seu lugar na liga superior dos pianistas de Jazz!" (Concerto Magazine).

Neste seu concerto, Benny Lackner interpreta a piano solo algumas das mais notáveis canções do Great American Songbook - temas popularizados, entre outros, por Frank Sinatra, Ella Fitzgerald ou Nat King Cole - e também originais da sua autoria..

2 de Outubro de 2013

Orquestra Jorge Costa Pinto celebra 50.º aniversário no CCB (10 Out. 2013)

Concerto comemorativo do 50.º aniversário da Orquestra Jorge Costa Pinto, a primeira big band organizada em Portugal para tocar jazz.

Com a participação dos convidados Rão Kyao, Jeffery Davis, Carlos Martins, Maria Viana e Kiko.

Grande auditório do Centro Cultural de Belém, 10 de Outubro de 2013.

13 de Julho de 2013

«Notas de Jazz: 22 Semínimas» apresentado no Hot Clube

Tive oportunidade de entrevistar, para o vídeo do Fernando Mendes, dois dos principais protagonistas deste lançamento: os amigos Barros Veloso e Catarina Rodrigues Correia.

7 de Julho de 2013

BARROS VELOSO LANÇA NOVO LIVRO NO HOT CLUBE



anexo_zpsddc58c56.jpg

NOTAS DE JAZZ: 22 SEMÍNIMAS é o mais recente livro do Dr. Jazz, como é conhecido o médico e pianista António José de Barros Veloso. Com prefácio do músico Pedro Moreira, o autor colige nesta obra um conjunto de 22 textos que procuram responder a questões essenciais como "O que é isto do jazz?", "O que o distingue das outras músicas?" e "Por que é que evoluiu assim?".

O lançamento decorre no dia 9 de julho, pelas 22h00, no Hot Clube de Portugal, na Praça da Alegria nº 48, e é seguido de música, oferecida por formações convidadas pelo autor, contando com a cantora Paula Oliveira e outras surpresas, nomeadamente na área do fado, género musical que Barros Veloso tem procurado, recentemente, cruzar com o jazz.

Tive a honra de coordenar editorialmente esta obra, que é uma excelente iniciação para quem quer aventurar-se no fascinante mundo do jazz.

18 de Maio de 2013

90 anos do livro de jazz em Portugal: 35 ex-libris em exposição na Almedina

anexo_zpsddc58c56.jpg

Está patente na Livraria Almedina uma exposição de João Moreira dos Santos sobre o 90º aniversário do livro de Jazz em Portugal no âmbito da qual se exibem 35 ex-libris do Jazz nas letras publicados entre 1923 e 2013.

Conta-se entre estes o primeiro livro que abordou em Portugal a temática do jazz: “A Idade do Jazz-Band” (António Ferro, 1923). Esta mostra circulará posteriormente, em itinerância, pelas lojas Almedina em Braga, Coimbra e Porto.

22 de Março de 2013

O Jazz tem (muita) audiência

IMG_1754-1.jpg

Ao contrário do que sponsors (e não só) ainda afirmam, o Jazz tem audiência em Portugal.

É disso exemplo o facto do programa radiofónico "Jazz a Dois", de que sou autor, estar actualmente na liderança das audiências da Antena 2.

Isso mesmo, leu muito bem: o programa mais ouvido da Antena 2 é um programa dedicado ao jazz.

E, mais do que isso, este programa está no top 20 dos programas da RDP (Antena 1, Antena 2, Antena 3, RDP África, RDP Internacional) com mais audiência.

Todas as emissões do "Jazz a Dois" podem ser ouvidas em podcast no site do programa.

30 de Janeiro de 2013


JazzemLivro_zps0bee030e.jpg


Site Meter Powered by Blogger